Pode entrar que a casa é sua

A Associação Reviver Down é uma entidade sem fins lucrativos que reúne pais, pessoas com síndrome de Down e profissionais afins interessados por uma causa comum de melhorar a qualidade de vida e proporcionar maiores oportunidades para essa parcela da população.

A Associação Reviver Down foi fundada em 22 de maio de 1993 com o nome “Reviver Programa Down”, vinculado à Associação Metodista de Ação Social-AMAS, fruto da intenção de um pastor que havia perdido um filho com Síndrome de Down e da mãe de um garoto com síndrome de Down. Em 30 de Abril de 1996, pais e colaboradores fortificados e dispostos reuniram-se e fundaram a Associação Reviver Down.

A Associação Reviver Down uniu-se ao Hospital de Clínicas da UFPR e criou em 13 de maio de 1997 o primeiro ambulatório para atendimento clínico para pessoas com síndrome de Down do Brasil e América Latina.

A proposta do ambulatório está alicerçada no atendimento humanizado ena experiência de cada membro da equipe multiprofissional, atuando no diagnóstico, apoio e acompanhamento, além da prevenção e tratamento de patologias associadas e prepara a criança e sua família para a inclusão em todos os seguimentos da sociedade de forma significativa.

A missão da Reviver Down é ser um elo de ligação entre a família e a sociedade para a integração e o reconhecimento da cidadania da pessoa com Síndrome de Down.

NOSSOS OBJETIVOS

Inclusão e todos têm direitos iguais e a meta é trabalhar no sentido de buscar e garantir estes direitos para a pessoa com síndrome de Down, como o direito de estar integrada e incluída na escola, no trabalho, na vida.

Cadastramento das pessoas com síndrome de Down e profissionais ligados ao seu desenvolvimento;

Divulgação da síndrome de Down em nossa comunidade através de palestras,seminários, congressos, publicações, documentários em vídeo,programas de TV, entre outros, visando aumentar o conhecimento da sociedade sobre esta síndrome e, consequentemente, diminuir o preconceito em relação a ela;

Incentivo à formação, capacitação e atualização dos profissionais das áreas relacionadas à Síndrome de Down;

Promoção da melhoria da qualidade de ensino para a pessoa com síndrome de Down. Incentivo à habilitação e adequação da pessoa com síndrome de Down para o mercado de trabalho;

Fiscalização das medidas legislativas visando a adequação à realidade da sociedade atual e o cumprimento das mesmas.